Pele Oleosa

Pele Oleosa

A pele oleosa - excesso de sebo


A pele oleosa é normalmente uma pele com muito sebo. O óleo na superfície da pele é uma mistura complexa de sebo, lípidos, suor e matéria ambiental.

O sebo é produzido pelas glândulas sebáceas que estão localizadas na derme.

Estas encontram-se sobre a maior parte do corpo, embora com menos incidência nas mãos ou nos pés e nenhuma nas palmas das mãos e nas plantas dos pés. As glândulas sebáceas no meio das costas, testa e queixo são maiores e mais numerosas do que em qualquer outra parte do corpo.

A maioria das glândulas sebáceas abrem-se no folículo piloso, no entanto algumas abrem sobre a superfície da pele. O sebo é produzido quando a glândula sebácea desintegra. As células levam cerca de uma semana desde a sua formação até a desintegração.

Aparência da pele Oleosa:


  • Pele mais fina, aparência cansada
  • Brilha facilmente
  • Poros dilatados
  • Aparecimento de espinhas e manchas
  • Problema da Acne
  • Mostra-se suja com facilidade, especialmente em áreas poluídas
  • A maquilhagem não adere muito bem

No entanto:


  • As rugas aparecem mais tarde
  • É menos propensa a desidratação

Necessidades de pele oleosa:


  • Regular a produção de sebo e hidratar


Saiba mais sobre o Sebo


O sebo é uma mistura complexa e variável de lípidos (Glicéridos, ácidos gordos, colesterol, triglicéridos, etc).

O sebo tem as seguintes funções:

  • Reduz a perda de água na superfície da pele
  • Protege a pele contra infecções por bactérias e fungos
  • Contribui para o odor corporal
  • É colonizada pela bactéria "Propionibacterium acnes", que pode ter um papel importante na regulação da imunidade.

Fonte: oriflame.pt

Sem comentários